12
Nov
Vendas dos Motorola Moto X muito abaixo das expectativas
por Pedro Ivo Faria Motorola , Moto X , Moto G , Android
As tentativas da Google para reanimar a Motorola não têm produzido os resultados que a companhia americana antecipava. Mesmo dispondo de uma integração directa entre a concepção do hardware e do software, os dispositivos criados pela Google continuam a não convencer a grande maioria dos consumidores.



O novo Moto X, sobre o qual recaiam elevadas esperanças, deveria ter ocupado um lugar de destaque entre os modelos Android mais emblemáticos que dominam o segmento de gama alta.
Se as especificações gerais parecem colocar este modelo na gama média, o seu desempenho, fluidez e funcionalidades vêm demonstrar o contrário. Essa dificuldade de afirmação não tem sido colmatada pelo ‘preço de combate’, $99 com um contrato de fidelização de dois anos ou $499 para a versão desbloqueada, e isso reflectiu-se nas vendas.

Segundo a Strategy Analytics, durante o terceiro trimestre deste ano apenas foram vendidos 500 mil Moto X, um valor bastante baixo tendo-se em consideração que a Samsung conseguiu vender 10 milhões de Galaxy S 4 no mesmo período.
Com o lançamento eminente de uma versão mais barata e compacta – o Moto G – as dificuldades do modelo de topo de gama da Motorola só poderão ser ainda maiores.
O alargamento do programa de personalização Moto Maker à Sprint, T-Mobile e Verizon poderá ajudar o fabricante americano a dilatar as suas vendas mas a Motorola já não espera ‘milagres’.

Esta notícia já foi consultada 27857 vezes
 
 
Publicidade