20
Fev
Pedido de patente da Google indica futuro LockScreen do Android
por Pedro Ivo Faria Google , Android , Lockscreen
A Google percebeu recentemente que não basta ser inovador e apostar em tecnologias emergentes para garantir a sustentabilidade da sua plataforma móvel. Os vários pedidos de patentes que se encontram há alguns anos à espera de aprovação podem ser uma bomba relógio prestes a explodir.
Hoje em dia o património intelectual é tão, ou mais, importante do que o patromónio material. Há mesmo quem defenda que permitir que a concorrência use tecnologia patenteada sem pagar royalties é equivalente a deixar que as empresas usem a frota de viaturas ou os edifícios livremente.



De algum tempo a esta parte a Google começou a emitir pedidos de patentes para certas componentes do Android que previa que viessem a desempenhar um papel fundamental na funcionalidade da plataforma ou na forma como esta se irá diferenciar das concorrentes.
Uma delas, datada de 2010, ilustra um novo tipo de lockscreen que permite que o utilizador possa desbloquear o ecrã dom terminal ao mesmo tempo que escolhe o módulo que pretende activar.
Esta abordagem, que é idêntica à usada pela Microsoft no Windows Mobile 6.5 ou pela Nokia no Nokia Bubbles, permite uma acção mais imediata a partir do lockscreen e dá um novo dinamismo à plataforma.

Depois da Apple ter assegurado a patente para o método original de ‘Slide to Unlock’, e que já deu origem a uma queixa contra um dos fabricantes de terminais Android, será interessante verificar como irá a empresa de Cupertino reagir caso esta patente fique nas mãos da Google. É que as primeiras imagens do iOS 5.1 demonstram uma abordagem idêntica no novo lockscreen do iPhone e iPad.

Esta notícia já foi consultada 7872 vezes
 
 
Publicidade