23
Jun
Foxconn irá contratar mais de 2000 engenheiros para contribuir para o Firefox OS
por BdB Foxconn , Mozilla , Firefox OS , Boot 2 Gecko
Condenada a pagar uma licença à Microsoft por cada dispositivo Android produzido, relegada para segundo plano enquanto responsável pelo fabrico do iPhone e do iPad, a Foxconn poderá ter encontrado na Mozilla o seu novo parceiro para o segmento móvel.



Depois de ter anunciado durante a Computex 2013 que planeava produzir cinco dispositivos diferentes baseados no Firefox OS, a companhia asiática anunciou que irá contratar entre 2000 e 3000 engenheiros especializados em HTML 5 e em Cloud Computing para passar a contribuir directamente para o desenvolvimento e evolução da plataforma móvel da Mozilla.

Atendendo a que, no momento, a Mozilla tem cerca de 150 técnicos envolvidos no desenvolvimento do Firefox OS que são secundados por mais 80 funcionários da Telefónica, a contratação de um número tão grande de recursos humanos irá certamente permitir que a plataforma evolua mais rapidamente.

Esta aposta da Foxconn acaba por ser bem mais importante que o investimento na criação de dispositivos de referência – que envolvem smartphones, tablets netbooks e SmartTVs - já que irá permitir integrar novas funcionalidades na plataforma que foram deixados de parte na versão inicial por falta de tempo ou por ainda não existir um consenso em redor da versão final das APIs a utilizarem.

Esta notícia já foi consultada 29967 vezes
 
 
Publicidade